Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


No início de um novo episódio dos Simpsons pode ser visto esta pequena sequência, com Atena a surgir da cabeça de Zeus. Curiosa!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Agora disponível online gratuitamente, este livro em inglês conta a história de algumas das mais famosas mulheres dos mitos gregos e latinos, figuras como Helena (de Tróia), Penélope, Cassandra, Alceste, Medeia ou Dido. Está ilustrado com algumas belas "fotogravuras", mas também conta a história destas personagens com recurso a textos simples e citações das obras traduzidas em inglês. Fica a referência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aqui fica um pequeno artigo, em língua inglesa, com 7 curiosas descobertas arqueológicas. Pode ser lido aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cássia foi uma poetisa bizantina que viveu por volta do século IX. Antes de se dedicar a uma vida religiosa era conhecida pela sua enorme beleza, e até esteve para casar com o Imperador Teófilo; é desse possível casamento que surgiu a resposta aqui relatada.

 

Conta então a história que quando era jovem Cássia foi levada a um desfile de noivas (essencialmente, uma espécie de exposição em que diversas mulheres eram colocadas em frente a um imperador, escolhendo ele com quem queria casar), e o jovem Teófilo ficou instantaneamente cativado pela sua beleza. Aproximando-se dela, disse "de uma mulher vieram as piores coisas" (referindo-se a Eva e ao episódio do fruto proibido), ao que Cássia rapidamente respondeu "E de uma mulher vieram as melhores coisas" (referindo-se a Maria, mãe de Jesus). Foi essa resposta ágil que de alguma forma ofendeu o imperador, ao ponto de este então escolher uma outra esposa em detrimento da bela Cássia.

 

Apesar de curta, esta é uma história que muito nos pode dar que pensar a vários níveis. Que lições retirariam dela?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já há quase 10 anos que foi cá tratado o mito da caixa de Pandora (aqui), mas aqui fica um pequeno vídeo, em Português do Brasil, com o cerne deste mesmo mito.

 

 

Fica ainda uma informação menos conhecida - originalmente, o mito não se referia a qualquer "caixa", mas sim a uma píxide, ou seja, um pequeno recipiente com uma tampa, como aqueles em que hoje muitas vezes guardamos o açúcar. Depois, quando Erasmo de Roterdão escreveu sobre este mito referiu-se a esse mesmo elemento chave como uma caixa, gerando a versão que agora conhecemos. Se as duas formas são muito semelhantes, não são totalmente iguais.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog