Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na segunda-feira passada, no Discovery Channel ", o programa "Reescrevendo a história" apresentou o mito relativo ao Cavalo de Tróia. No programa em questão, eram abordadas diversas teorias.

Enquanto que, hoje em dia, a existência de Tróia, bem como uma guerra (associada ao período descrito por Homero), se encontram provadas através da trabalho arqueológico, vestígios relativos a uma das mais soberbas estratégias militares alguma vez concebidas nunca foram encontrados, e creio que jamais o serão.
Assim, existem diversas teorias relativas ao Cavalo de Tróia, algumas das quais foram referidas no programa:

- Um grande cavalo de madeira, conforme contado por Homero;

- Um tipo de máquina, que permitisse perfurar as muralhas de Tróia;

- Uma metáfora para um terramoto, que danificou as muralhas de cidade, permitindo aos invasores uma fácil entrada.

Sobre a primeira hipótese, considero-a um pouco incrível demais. Num sentido real, seria bastante improvável que os gregos deixassem uma enorme estátua de madeira, em forma de cavalo, ás portas de Tróia, e que os troianos fossem imprudentes ao ponto de a levarem
para dentro das muralhas. Em toda a mitologia clássica, não existe nenhuma outra história do género, e deixando os romantismos de lado, parece-me improvável que uma tal estratégia realmente funcionasse.

Se este "cavalo" fosse uma simples máquina de guerra, não se justificaria a existência de uma única, já que a sua destruição teria demasiado peso. Ainda, referências a uma tal máquina não aparecem em quaisquer outros escritos da época, o que me leva a não acreditar na sua existência.

No entanto, a existência do "cavalo", em termos de uma metáfora para um terramoto que possa ter ocorrido, parece-me mais provável. Após cerca de 10 anos de conflito (um período superior ao das duas guerras mundiais), para que finalmente existisse vitória por uma das partes, algo extremamente importante se deverá ter passado, e um terramoto (o qual poderia, obviamente, destruir ou danificar as muralhas) segue essa descrição.

Talvez nunca venhamos a saber o que se passou nos meses finais do conflicto de Tróia, mas a mítica estratégia dos gregos foi, certamente, um dos mais bem pensados logros da Antiguidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.
Licença Creative Commons



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog