Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hera e Juno

26.03.07
Na mitologia grega, o papel de Hera parece ser o de simples esposa de Zeus, pelo que não parecem existir quaisquer mitos associados (simplesmente) a ela.  Na maior parte das vezes, surge como uma deusa vingativa, incapaz de aceitar as tão comuns traições do marido.

Apesar disso, a Juno, forma romana de Hera, foi dada uma maior ênfase, tornando-se até uma das três figuras patentes no Capitólio Romano. Tornar-se-ia uma deusa do feminino, patente em todos os momentos da vida das mulheres e, recorrendo a diversos títulos, poderia ser invocada para protecção em todos esses momentos.

Uma tal evolução justifica-se, talvez, com a menor importância que parecia ser dada à mulher na sociedade romana. Ao lhe ser dada uma figura totalmente feminina, as mulheres de Roma passavam a ter uma figura que as inspirava a grandes feitos, mas apenas nas tarefas consideradas femininas por excelência, como o casamento, nascimento dos filhos, tarefas domésticas, entre outras.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog