Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mito das Idades

04.05.07
Bastante tempo após génese a dos deuses gregos, viria a ser criada a humanidade. Numa das versões, esta seria concebida por Prometeu e Epimeteu, que criaram os seres humanos à sua imagem, usando barro. Ainda assim, a mais famosa versão da génese humana viria, segundo os Gregos Antigos, de uma história narrada no "Mito das Idades". Segue-se um resumo do mito, que escrevi há já uns bons meses.

A primeira das cinco idades, denominada “Idade de Ouro”, teve lugar durante o reino de Cronos. Nessa altura, os humanos viviam entre os deuses e morriam durante o sono, de forma pacífica e sem qualquer espécie de temores.
Quando Zeus passou a ser o rei do Olimpo, atingiu-se a “Idade de Prata”, em que os humanos viviam 100 anos sob a forma de crianças, antes de envelhecerem rapidamente e morrerem. Era uma geração mais impiedosa que os seus predecessores e, por vezes, desrespeitavam os deuses, pelo que Zeus decidiu extinguí-los.
Depois, seria este deus a criar uma nova casta, na chamada “Idade de Bronze”. Nesse momento, os humanos limitavam-se a guerrear, utilizando as suas armas feitas de bronze, acabando por se matar uns aos outros.
De acordo com algumas versões, seguiu-se a “Idade dos Heróis”, em que os heróis e os semideuses viveram. Há que ter em conta que esta Idade nem sempre é considerada na contagem, o que reduz o seu número para quatro, segundo alguns autores.
Finalmente, surgiu a “Idade do Ferro”, em que a degradação da humanidade estagnou. Os humanos passaram a temer os deuses e apesar de tal situação nunca ter vindo a acontecer, dizia-se que esta raça também iria ser destruída por Zeus, numa altura em que os bebés nascessem com cabelo cinzento.

Apesar desta versão não nos falar exactamente do momento em que a humanidade nasceu, deixa-nos entender a criação do Homem à imagem de deus, algo que o Cristianismo e muitas outras religiões antigas professavam. Tendo em conta a sequência aqui seguida, seria não só possível justificar as imperfeições a que toda a humanidade estava sujeita, bem como também explicar a ausência de povos lendários, como os Hiperbóricos ou os habitantes dos jardins das Hespérides.
A "Idade dos Heróis", possivelmente uma adição tardia ao mito, seria importante para explicar a ausência de criaturas míticas e heróis lendários na época em que esses Gregos viviam. Assim, seria compreensível o desaparecimento dos Ciclopes e dos Centauros (entre muitas outras figuras), bem como a ausência de Circe, Atlas e figuras similares.
Um tal mito não deve obviamente ser encarado como verdadeiro, mas é uma história certamente interessante.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Paulo a 04.05.2007 às 17:57

Um aspecto bem interessante do mito das idades, em Hesíodo , é aquele sobre o "fim do da raça de ferro". Segundo ele, Zeus irá varrê-la da face da Terra quando a Aidos ( Modéstia ) e Némesis nos abandonarem , as crianças nascerem de cabelos brancos, ou seja, já com malícia, e a Discórdia imperar entre os homens. Enfim, os gregos não só nos transmitiram a ideia de uma génese do homem feito à imagem dos deuses, mas também anunciaram o seu fim, ou, como se diz hoje em dia, o apocalipse.

Comentar post



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog