Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Aquando dos enormes fogos que assolaram a Grécia, surgiu este tema numa lista de discussão onde participo.
O mito de Prometeu, bem como as consequências dos actos desse titã, já foram abordados em artigos anteriores, mas é também importante ver toda esta questão apartir de um outro prisma.

Claro que o fogo é uma importante descoberta, um elemento que obviamente influenciou todo o desenvolvimento do Homem, mas também tem uma componente negra, que pode levar à própria destruição do ser que tanto o usa. É talvez irónico a ameaça de Olímpia pelas chamas, uma possível alusão a uma qualquer nova Titanomaquia, mas num contexto mais realista este evento dá-nos a entender a importância do fogo e da decisão de Zeus, a quem é normalmente atribuído o papel de vilão.

Visto que grande parte de "Prometeu Agrilhoado" está perdida, é um pouco problemático teorizar sobre todas as razões que levaram Zeus a negar este dom, mas é provável que o deus soubesse mais que o famoso titã e os meros mortais. O fogo tanto pode ser benéfico como destruidor, e esse é um importante detalhe que o mito de Prometeu parece ignorar.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog