Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sonhos

16.04.08
Na Mitologia Grega, os sonhos tinham um papel bastante importante, visto serem considerados como um modo de comunicação entre o mundo etéreo e o terreno, através do qual os Deuses passavam mensagens aos mortais. São diversos os mitos em que este aspecto da vida Grega surge, normalmente com um herói a dormir num templo consagrado a um deus que, mais tarde, acaba por lhe surgir em sonhos, juntamente com um qualquer conselho ou mensagem.

Este método de comunicação entre os humanos e o divino também aparece em muitos outros locais. Por exemplo,  no início do Cristianismo - Maria, mãe de Jesus Cristo,é contactada por um anjo durante o sono, o qual lhe comunica a tarefa a que estava destinada.

Visto esta ser uma ideia mantida no Império Romano, é importante entender que este aspecto possa ter tido um papel importante na adopção do Cristianismo, enquanto religião oficial do império. Segundo uma das versões da história, quando o imperador Constantino I defrontou a Batalha da Ponte Mílvia, apareceram-lhe em sonhos diversos elementos cristãos que, ao serem colocados no equipamento dos soldados, lhe garantiriam uma vitória. Quando esse triunfo se concretizou, foi fácil atribuí-lo ao novo deus, tendo em conta o contexto cultural em que os sonhos se incluíam.

Hoje em dia, a importância dada aos sonhos é claramente menor do que nas religiões pagãs, perdendo-se assim uma parte interessante de uma cultura antiga.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog