Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É muito provável que o simples título desta obra assuste muitos leitores, já que o mundo de hoje tem a etimologia das palavras reservada para um conjunto muito selecto de estudiosos, mas existe uma boa razão para a sua menção por aqui. Mais do que se cingir a uma simples e crua compilação de palavras e suas etimologias, Isidoro de Sevilha compôs esta obra de uma forma que me parece muito ligeira, quase prazerosa de ler.

 

Em detrimento de algo semelhante a um dicionário, o leitor pode então aqui encontrar uma obra que mais se assemelha a uma enciclopédia, e em que a própria etimologia das muitas palavras parece tomar um lugar secundário. Dividida em 20 livros, a obra aborda toda uma plêiade de temas que, de uma e outra forma, acabam por ser muito interessantes, tais como a origem dos dias da semana, dos meses do ano, dos signos do zodíaco, de muitas obras de índole religiosa, etc. Nesse sentido, mais do que bafejar as pessoas com uma referência aos múltiplos livros da obra, ou de as incomodar com uma profusamente aborrecida análise da mesma, gostaria de deixar uma simples recomendação: a leitura desta obra fica para todos aqueles que quiserem descobrir a origem de muitas das palavras que ainda hoje usamos. Consultada, mais do que lida, esta é uma obra extremamente importante para todos aqueles que quiserem descobrir pequenas pérolas sobre a criação do nosso mundo e de muitas das suas palavras.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog