Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A morte de Zeus

15.06.11

Existem muitas menções obscuras na literatura clássica mas poucas me parecem tão interessantes como a existência de um túmulo de Zeus em Creta, mais precisamente na cidade de Cnossos. Este monumento, hoje perdido, é frequentemente aludido por autores cristãos - que assim tentam provar que Zeus não era um deus mas simplesmente um mero mortal - e referido por alguns autores mais antigos - que apelidam os habitantes da ilha de mentirosos, devido a esta absurda existência.  Sobre a sua inscrição - "Zan Kronou", i.e. Zeus filho de Crono - devo dizer que me parece igualmente críptica, já que nos leva a pensar directamente no mito.

 

Infelizmente nunca encontrei qualquer mito relativo a este túmulo, mas Lactâncio, no livro I das suas Instituições Divinas, oferece uma possível explicação: este Zeus seria não o deus dos gregos mas um mortal que, após as suas muitas conquistas entre os seres humanos, se mudou para Creta, onde morreu e começou a ser visto como um deus, com o qual acabou por se confundir.

 

Esta é uma tese partilhada por outros autores, que falavam de vários Zeus (tal como de vários Hermes ou Herácles, demonstrando-se então que este caso não era único), e que tende sempre a assentar num ponto essencial: a existência de vários mortais cujo nome é perpetuado após a morte, e cujos feitos são eventualmente atribuídos a uma única figura. Se, por um lado, isto não nos revela a totalidade do mito por detrás do singular túmulo, pelo menos permite-nos compreender a confusão de mitos associados a dadas figuras, que quase impossibilita a criação de uma cronologia por detrás da vida de cada figura mitológica.

 

A verdade por detrás do túmulo de Zeus, essa, fica por agora adiada. Talvez um dia saibamos a que se devia o tão-notável sepulcro; até lá, as palavras de Lactâncio terão de nos chegar.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog