Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É-me um pouco difícil resumir o tema deste diálogo em poucas palavras, já que ele aborda dois temas que me parecem ser principais - o amor e a retórica - mas também diversos temas secundários, alguns dos quais de uma enorme complexidade. Assim, na sequência da leitura de um discurso de Lísias, Sócrates compõe ele próprio dois discursos sobre um tema semelhante, antes de falar da alma, do amor enquanto loucura, e da retórica e escrita. Pelo caminho, faz uma alusão ao mito de Orítia (uma jovem princesa raptada pelo vento Bóreas) e equipara a alma a dois cavalos e respectivo condutor, mas refere também alguns (pequenos) mitos que achei curiosos:

 

- Após ter insultado Helena de Tróia numa das suas composições, Estesícoro foi cegado miraculosamente. Porém, depois de fazer uma nova obra onde a absolvia de quaisquer culpas, recuperou a visão.

 

- Quando as Musas nasceram, e com elas a música, um grupo de homens foi de tal forma contagiado por esses encantos que deixaram de comer e beber, levando-os à morte. Depois, foram transformados em cigarras, que cantam desde o nascimento até à morte, sem nunca comerem. Após a morte, voltam a reencontrar-se com as Musas no céu e contam-lhes quem as homenageia.

 

- Após ter inventado muitas artes, Tot (o deus egípcio com cabeça de Íbis, para quem perceber menos destas coisas) mostrou-as a Amon (um dos principais deuses egípcios) na cidade egípcia de Tebas. Este segundo elogiou algumas criações, censurou outras, mas quando confrontado com as letras - que lhe tinham sido apresentadas como capazes de fazer os egípcios "mais sábios" e capazes de terem melhores recordações - referiu que estas tinham um enorme problema, o de fazer os homens mais esquecidos, já que estes preferirão escrever as coisas em detrimento de delas se recordarem, e parecerão omniscientes mas não irão saber quase nada.

 

Parece-me, contudo, que este é um texto não tão propício a uma leitura casual mas mais direccionado a um leitor avançado, já que alguns conceitos e ideias não são propriamente simples ou fáceis de entender.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog