Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O mito de Jasão e Medeia já cá foi falado por diversas vezes. A versão de Eurípides, bem como de todos os autores posteriores que nos chegaram, põe a personagem titular a matar os próprios filhos, tornando-se essa acção quase um sinónimo da própria figura. Porém, há que ter também em conta outras duas versões das mortes dos filhos de Medeia, muito menos conhecidas mas certamente mais antigas.

 

Na primeira delas, querendo imortalizar os filhos Medeia deixa-os num templo de Hera, morrendo eles durante a noite. Pouco sabemos sobre esta versão, excepto que a acção da figura se devia a uma promessa que a deusa lhe tinha feito, mas sem que nada nos seja dito nada sobre o porquê dessa morte ou as razões que levaram à quebra da divina promessa.

A segunda versão, provavelmente um pouco mais recente, diz que foram os habitantes de Corinto a matar as crianças de Medeia, mas sem que saibamos as razões para tal.

 

Face a estas grandes faltas de informação um qualquer leitor poderia perguntar, de uma forma justíssima, como ainda nos são conhecidas essas outras possibilidades. Sobrevivem essencialmente em escólios ou em referências muito incompletas, como a patente em Pausânias (2.3.11), na qual se refere o abandono dos filhos num templo de Hera.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog