Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Esta é, sem margem para dúvidas, uma das mais interessantes obras que tive oportunidade de ler nos últimos meses. Nela, Plutarco fala da religião dos Egípcios, e apesar da sua informação nem sempre ser correcta (isto é óbvio até para alguém que, como eu, não sabe tudo sobre a religião em questão), ele menciona todo um conjunto de informações preciosíssimas, talvez únicas nos autores da Antiguidade que nos chegam.

Conta, por exemplo:
- Como foi o primeiro evento de pânico;
- Estranhas representações pictóricas;
- A história dos dois deuses do Zoroastrianismo;
- A confusão dos Gregos com seus deuses, em particular o facto das estátuas serem, eventualmente, vistas como deuses, mais do que como meras representações destes;
- O mito de Tífon, em que os deuses gregos fogem para o Egipto e se disfarçam de animais;
- E muitas outras, que nem me atrevo a tentar reproduzir...

Em verdade digo que este é, sem qualquer dúvida, um daqueles livros que DEVEM ser lidos, e apesar de não ser tão pequeno como outros deste mesmo autor, dada a riqueza da informação por ele facultada este é aqui um ponto positivo, mais que negativo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog