Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Praxila é um autor conhecido exclusivamente por uma absurda frase de um dos seus trabalhos, que até só nos chegou devido ao seu carácter invulgar. Reza então a história de que quando num poema desse autor a um falecido Adónis era perguntado o que mais sentia falta no mundo dos mortos, este referiu, naturalmente, a luz do sol, o brilho das estrelas e a face da lua. Isto nada teria de errado se não fosse seguido por um outro elemento - "pepinos, maçãs e pêras nas suas estações".

 

Parece ter sido esta última menção que contribuiu para o não esquecimento do seu autor e da sua obra, que até se tornou uma expressão proverbial para algo muito absurdo. Infelizmente, esta única frase também é o único elemento que nos chegou, tornando-nos impossível saber até que ponto representava todo o conteúdo e espírito do poema original, mas, ainda assim, podendo suscitar-nos algumas gargalhadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog