Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Realizado pelo brasileiro Marcel Camus, este filme transporta o famoso mito de Orfeu e Eurídice para o Carnaval do Brasil de meados do século XX, com a grande reviravolta de que acaba por ser Orfeu a matar a sua amada. Fá-lo de uma forma indirecta, sem conhecimento de causa, mas quem conhecer bem o mito poderá encontrar ao longo de todo o filme diversas referências ao mito grego. Não serei a melhor pessoa para avaliar todo o filme, mas posso dizer que mais do que se basear no mito grego, a sua inspiração proveio de uma tragédia de Vinicius de Moraes, Orfeu da Conceição, que pode ser lida online gratuitamente aqui e que reservarei para um artigo futuro mais alongado.

 

De forma sucinta devo referir que é um filme interessante, quase sempre muito harmonioso e alegre, mas que também consegue capturar diversos elementos do mito de uma forma curiosíssima - o poder musical do herói, como este tenta recuperar a sua amada, ou mesmo a sequência da morte das suas duas figuras essenciais. Eu consideraria este um filme imprescindível para todos os leitores do Brasil, mas é provável que esses também já o conheçam - se for esse o caso, o que acharam dele?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog