Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Seguindo a ordem de Pseudo-Apolodoro este seria o quarto trabalho do herói. Pouca ênfase lhe é dada na literatura existente; trata-se de um animal feroz, que destruía tudo por onde passava e sabemos que o herói o capturou, mas sem que tenhamos qualquer informação mais concreta sobre o confronto. Sabemos, porém, que foi durante esse episódio que o herói teve um confronto com os centauros, feriu mortalmente Quíron e que à captura do javali se seguiu um pequeno episódio muito ilustrado na arte:

Hércules e o Javali do Erimanto

 Para alguém que desconheça o contexto de todo o mito esta poderá parecer uma imagem estranha, mas tem representada Hércules, com a sempre constante pele de leão aos ombros, a mostrar o javali, ainda vivo, a Euristeu, figura que lhe tinha ordenado os famosos trabalhos. Com medo da criatura esse rei escondeu-se dentro de uma enorme jarra (ah, perdão, "pithos"), só aqui parcialmente visível, sendo indubitavelmente esta a sequência que terminava o episódio, fazendo com que o medroso interveniente se mostrasse, futuramente, mais prudente em relação aos pedidos que fazia.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog