Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Neste seu "Livro dos espectáculos" Marcial conta-nos algumas das festividades que tiveram lugar durante a inauguração do Coliseu de Roma, também conhecido por Anfiteatro Flaviano. Entre elas contavam-se algumas encenações de mitos, como os de Pasífae, Dédalo, Prometeu ou Orfeu, em que condenados à morte perdiam a sua vida de uma forma muitas vezes semelhante à dos respectivos mitos. Curiosamente, isso nem sempre acontecia, com o autor desta obra a referir que pelo menos uma vez o destino de um dado mito não se cumpriu.

 

Se hoje sabemos que estas encenações até eram frequentes na cultura romana, aparecendo até referidas em obras cristãs contra esses mesmos espectáculos, deve pensar-se nas múltiplas facetas de um mito que poderiam ser retratadas em cena, e passíveis de cumprir com recurso aos condenados. No caso de Prometeu, por exemplo, a ideia seria que alguém fosse esventrado como o deus o era no mito, mas seria difícil assegurar que isso tomava lugar, sendo, mais do que encenações dos mitos, quase re-escritas dos mesmos.

Para quem estiver interessado uma tradução inglesa da obra pode ser encontrada aqui.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog