Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rifeu era, como nos diz a "Eneida", um troiano extremamente justo, mas que ainda assim foi morto aquando da conquista de Tróia. O poema de Virgílio só nos diz isso, é até provável que a história até tenha sido inventada por esse autor, MAS é precisamente aqui que começa a parte curiosa do mito. Ao falar dessa figura, no segundo canto da sua obra, o autor diz que os deuses pouco valor deram à justiça da figura... mas séculos mais tarde, Dante Alighieri, na sua "Divina Comédia", coloca então esse troiano no Paraíso, enquanto deixou de fora desse local figuras como Cícero ou Platão. O que os antigos deuses rejeitaram, o Deus do Cristianismo acolheu!

 

A este Rifeu também João de Barros atribuía a fundação de uma nova Tróia, próxima de Setúbal, mas essas histórias ficam para outro dia, como prometido a uma leitora.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog