Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O mito de Aglau

24.04.15

Quando Heródoto nos contou o confronto entre Creso e Sólon, as respostas dadas pelo sábio ao monarca são sobejamente conhecidas. Porém, uma outra história, bem menos conhecida, relata-nos que Creso, um dado dia, foi ao Oráculo de Delfos e, também aí, perguntou se existia algum homem mais feliz do que ele. Foi-lhe dito que sim, e contada a história de um dado Aglau de Psófis.

 

Quem era essa figura? Bem, tratava-se de um idoso que cultivava um pequeno campo, cujas culturas eram suficientes para a sua subsistência anual. Nunca tinha saído da sua remota região, localizada na Arcádia, e, como tal, tinha muito poucos desejos, pelo que também sofreu pouco na sua vida.

 

Esta descrição, uma paráfrase do pouco que nos é revelado sobre esta elusiva figura, remete-nos, novamente, para o encontro de Creso e Sólon, e para a ideia de que a felicidade passa não por termos muito, mas em contentar-nos com o que já temos, por pouco que seja.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog