Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Palamedes é dos heróis menos conhecidos da Guerra de Tróia. Homero dedica-lhe zero palavras, uma ausência que Tzetzes justificou dizendo que essas obras não queriam dizer mal dos gregos, mas indo ao que importa, a história do herói...

Era filho de Náuplio, e foi ele que descobriu o esquema que Odisseu tinha urdido para escapar a toda a guerra. Quando este segundo se estava a fingir de louco, Palamedes colocou um jovem Telémaco em frente de um arado (ou, segundo outras versões, ameaçou-o com uma espada) e o pai viu-se obrigado a revelar a sua sanidade, sendo obrigado a juntar-se ao contingente aqueu, mas não sem alguma inimizade perante o seu opositor.

Depois, já durante a guerra de Tróia, Palamedes foi vítima de um vingativo esquema de Odisseu, o que acabou por o matar. O que se passou, mais precisamente, depende das versões do mito - ou foi afogado, ou viu-se acusado de (falsa) traição - mas é indiscutível que ele não sobreviveu até aos episódios relatados no início da "Ilíada", com pelo menos um autor a dizer que a raiva de Aquiles se devia também à morte deste seu amigo, como já cá foi relatado anterior.

 

Falemos, agora, de Náuplio. Depois do seu filho ter sido morto em Tróia, ele ainda tentou que o culpado fosse penalizado, mas ninguém mostrou qualquer tipo de solidariedade. Então, também ele decidiu vingar-se - tentou insurgir as mulheres dos gregos contra os seus maridos ausentes (dois casos famosos são os das esposas de Agamémnon e de Diomedes) e, quando estes já voltavam de Tróia para suas casas, acendeu uma tocha durante uma tempestade, fingindo tratar-se de um porto e levando muitos dos navegadores para as suas mortes.

 

Existe um pequeno elemento a adicionar sobre a primeira destas figuras, Palamedes. Se este mito até nos poderia parece menor, são vastas as menções na literatura da Antiguidade às invenções do herói. Só para dar dois exemplos, diz-se que inventou algumas letras do alfabeto grego e também alguns jogos, como os dados, que os heróis gregos depois usaram para se distrair durante os seus tempos livres em Tróia.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.
Licença Creative Commons



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog