Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Como muitas outras coisas na nossa cultura ocidental, os nomes dos meses provêm também do tempo dos Romanos. Recorde-se que, no início, o ano começava ainda no mês de Março, sendo que só mais tarde viria a ter a sua configuração e ordem actuais. Autores como Macróbio, entre vários outros, contam-nos as razões por detrás dos seus respectivos nomes, mas há que ter em conta que, como o mesmo também nos reporta, muitas destas origens eram disputadas por várias razões, não sendo totalmente certas. Assim, se no tempo de Rómulo os meses ainda eram apenas dez, estas eram as origens dos seus nomes:

 

Março - em homenagem ao próprio pai do herói, o deus latino Marte.

Abril - em homenagem à mãe de Eneias, Vénus, que em grego se chamava Afrodite, gerando esse nome depois o do mês por alterações fonéticas. Também podia dever-se ao reflorescimento da natureza.

Maio - através do nome de uma divisão de classes feita pelo irmão de Remo, devido a um dos títulos de Júpiter, ou - mais frequentemente - devido a uma deusa de nome Maia, cuja identidade real também era disputada por vários dos autores que trataram este tema.

Junho - através do nome de uma divisão de classes por parte de Rómulo, ou em honra a [Lúcio] Júnio Bruto, primeiro cônsul de Roma.

Julho - originalmente obteve o seu nome pela sua posição como quinto mês, mas mais tarde foi associado a Júlio César, que tinha nascido nesta altura.

Agosto - primeiro derivado da sua posição como sexto mês (algo que agora é menos evidente), mas depois em homenagem a [César] Augusto.

Setembro a Dezembro - estes meses obtiverem os seus nomes das suas posições no calendário, respectivamente, desde o sétimo até ao décimo.

 

Se esta era, como já foi dito, a configuração do ano na altura de Rómulo - "dez meses, e de 304 dias; seis meses de 30 dias, quatro de 31" - Numa Pompílio foi-lhe depois adicionando 57 dias. Em seguinda, atribuiu os seguintes nomes aos novos meses:

 

Janeiro - consagrado a Jano, deus de duas faces, para que este pudesse então ver o final do ano anterior e o princípio do novo. Por essa mesma razão este também foi tornado o primeiro de todos os meses.

Fevereiro - em honra a Fébruo, um (mais) antigo deus associado à morte e purificação, sendo que o número (inferior) de dias do mês era considerado apropriado para ele, por se tratar de um deus dos infernos.

 

Foram depois, por diversas razões, sendo feitas diversas alterações ao número de dias de cada ano, o que, a longo prazo, acabou por originar a situação que temos nos dias de hoje, em que Fevereiro continua a ter um menor número de dias, enquanto que os outros têm sempre 30 ou 31.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog