Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este é um mito constante nas Histórias de Heródoto (1.31), mas sobre o qual Hígino, alguns séculos mais tarde, tem alguma informação curiosa a adicionar.

 

Quando, na corte de Creso, Sólon é instado a dizer que seria o segundo mais afortunado dos homens, este conta a história de Cléobis e Bíton, filhos de uma sacerdotisa de Hera que, na ausência temporária dos necessários bois, levam a mãe ao templo na junta de bois. Depois, o par de irmãos é elogiado pelos homens da cidade, face à sua força conjunta, e a mãe é elogiada pelas mulheres, que parecem, também elas, desejar ter filhos de semelhante valor. Nessa sequência, a mãe, aqui anónima, pede à deusa Hera que dê aos seus filhos o melhor para os seres humanos; então, após os sacrifícios e o jantar, os dois adormecem no templo, e morrem, assim, de uma forma serena.

 

Sobre esta famosa história, Hígino adiciona alguns elementos: a ausência dos bois devia-se ao facto destes estarem mortos, e se o sacrifício não fosse realizado a tempo a sacerdotisa de Hera seria morta. Depois, mais à frente, o mesmo autor diz que os jovens ainda levaram a mãe (e a junta de bois) para casa, e que quando Cídipe (o nome aqui dado à mãe dos jovens, que deixa de estar anónima) se apercebe da informação que a deusa lhe tentou veícular, morre voluntariamente.

 

Creio que já cá falei, uma vez, da importante ideia por detrás deste mito, mas a história de Sólon acaba por ser ainda mais importante por veicular aquela ideia da curva da existência, de que a vida tem altos e baixos, e então a maior felicidade para alguém seria a de morrer no maior desses altos, em vez de, como acabará por acontecer a Creso, viver para lamentar as, muitas vezes perigosas, consequências da vida. É esse o dom aqui dado por Hera aos dois irmãos, mas é também importante constatar que, na versão de Hígino, a mãe destes também se apercebe da razão da acção de Hera, e também ela decide morrer.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog