Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este vídeo, apesar de interessante para aqueles que percebam menos sobre os deuses romanos, também nos leva a um grande problema com as divindades desse povo. De uma forma geral, as pessoas pensam neles como meras transposições dos deuses gregos, aos quais foram feitas uma ou outra alteração, mas... a religião romana era muito mais que isso! Marco Varrão, por exemplo, dizia que os romanos tinham mais de mil deuses, "do nascimento até à cova", e somente para o primeiro acto da vida humana, o de nascer, colocava no mesmo quarto com a mãe um conjunto de divinidades, cada qual com a sua função muito particular.

Então, porque pouco se fala sobre estes outros deuses, remetendo as referências à religião romana para - como o vídeo nos mostra - um conjunto muito limitado de figuras análogas às gregas? Infelizmente, isso tem lugar porque muitas das divindades puramente romanas - por exemplo, o deus do primeiro vagido da criança, ou o deus dos primeiros passos desta - são, para nós, meros nomes. Não lhes conhecemos quaisquer mitos, tornando-os de pouco interesse mesmo para os poucos leitores que com eles ainda se cruzem.

Fica então o aviso - se os deuses romanos também tinham algumas características derivadas dos gregos, não são exclusivamente deuses gregos com novos novos. São-lhes também dadas novas características e novas funções, além de pertencerem a um panteão muito mais alargado, em relação ao qual hoje pouco sabemos de uma forma completa.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e dois anónimos interessados nestes temas.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog