Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No passado já cá foram discutidas diversas seitas gnósticas. Algumas parecem mais interessantes que outras, mas também parece ter existido no seio do Gnosticismo algumas ideias muito estranhas. Epifânio de Salamina, por exemplo, conta-nos de uma seita que tinha vários escritos alusivos a Maria Madelena. Em si, isto nada teria de inapropriado, mas um dos seus livros continha uma ideia que nos poderá parecer chocante - as linhas seguintes devem ser lidas com alguma cautela:

 

Segundo Epifânio (e frise-se que não temos qualquer outra fonte que ateste a veracidade destas informações), nesse texto era dito que Jesus criou uma nova mulher da sua própria costela. Depois, fez sexo com ela, recolhendo parte do seu próprio sémen. Engolindo-o, disse então a Maria Madalena algo como "É isto que temos de fazer para viver". Maria desmaiou, e Jesus parece ter criticado a sua pouca fé.

 

Este não é, deixe-se muito bem claro, um relato que ocorra em qualquer fonte primária que nos tenha chegado, sendo provável que se tenha tratado de uma aberração de um grupo gnóstico obscuro. E esse é um dos grandes problemas de considerar o "Gnosticismo", em si, como uma corrente contínua - implicaria admitir que ideias como estas poderiam ser de tanto valor e aceitação como as ideias "ortodoxas", ou as de Marcião, quando, no entanto, são chocantes até para as audiências dos dias de hoje.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog