Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Por vezes o Canal História exibe pequenos documentários, após a apresentação dos programas principais, os quais nunca vão além dos 5 minutos. Uma dessas séries, que é bastante difícil de seguir devido à inconstância dos episódios (a título pessoal, posso até dizer que já vi um determinado episódio dezenas de vezes), fala sobre Lisboa debaixo da terra. Creio que alguns dos episódios são mais interessantes que outros, mas aqui ficam alguns deles:

 

As Galerias Romanas da Rua da Prata

O Núcleo Arqueológico da Rua dos Correiros

O Teatro Romano

Existem muitos mais, mas estes são os que considero relevantes no contexto deste blog. Dão um pouco que pensar, relativamente a que outras coisas se poderão esconder debaixo das grandes cidades...

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

São vários os diálogos de Plutarco a que, nos dias de hoje, temos acesso, mas queria mencionar um em especial - Bruta animalia ratione uti - que pode ser lido, em versão inglesa, no seguinte link.

 

Neste diálogo, que aparentemente toma lugar durante a passagem de Odisseu pela ilha de Circe, o herói tem a oportunidade de dialogar com um dos porcos que, originalmente, era um ser humano, a que é dado o nome de "Gryllus". É um diálogo curioso, mais sério do que parece mas totalmente inesperado, e portanto merece ser aqui mencionado.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta não é, obviamente, uma obra antiga. De facto, o autor morreu em 1985, mas menciono este livro por uma razão bastante importante, a de apresentar as várias versões dos mitos e, também, mencionar de onde todas elas provieram. Somente por isso, esta obra de Robert Graves acaba por ser interessante para todos aqueles que pretendem saber mais sobre alguns mitos.

Atenção, ainda assim esta não é, de todo, uma obra indicada para pessoas que percebam menos de (ou queiram aprender um pouco sobre) mitologia grega. O autor, além de apresentar um número impressionante de mitos, também os interpreta, mas de uma forma previsível, repetitiva, muito fechada, o que torna este livro demasiado pesado para um leitura real - tenha-se, por exemplo, em conta que existem mais de duas dezenas de capítulos sobre as aventuras de Héracles - em vez disso, é mais indicado para consulta pontual de dados.

 

Caso alguém queira adquirir a obra em questão, fica uma sugestão - a Penguin Books, editora inglesa, tem a obra completa para venda por menos de 16€ (disponível no seguinte link), o que acaba por compensar, mesmo com os portes de envio, até porque as editoras portuguesas (aparentemente na sua já-usual ânsia por dinheiro) dividiram a obras em três partes, e vendem-na a um custo total de 63€.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog