Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Esta expressão, "uma mão lava a outra", poderá provir de Axíoco, um texto apócrifo atribuído a Platão no qual é dito que "uma mão esfrega a outra, dá e recebe". Porém, também está intimamente ligada a uma ideia dos provérbios gregos, que nos dizem que "A cidade preserva a cidade, o homem [preserva] o homem, a mão lava a mão, o dedo [lava] o dedo". Trata-se, portanto, de uma referência a uma espécie de troca de favores necessária à existência humana; não era tanto, como nos nossos dias, uma alusão à concessão ilegítima desses favores, mas sim uma admissão de que nenhum ser humano poderia viver sem os demais.

 

[Adicionado posteriormente:]

Parece que a frase "A mão lava a mão: dá algo e poderás receber algo" já aparecia em fragmentos de Epicarmo de Siracusa, algumas décadas antes de Platão. Terá, então, sido essa a verdadeira origem da expressão? Até é possível, mas não temos forma de o afirmar com uma absoluta certeza.

Licença Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

Secções:



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog