Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O mito grego de Adónis, que narra uma simples ligação desta figura mitológica com uma possível crença na existência da vida após a morte. Infelizmente, também é um daqueles mitos assolados por muitas versões diferentes. Assim, segue-se um pequeno resumo do mito, tentando evitar os pontos conflituosos abrangidos pelas diversas versões.

Após o nascimento, Adónis foi recolhido por Afrodite. Esta, encantada com a beleza do jovem, teve de o enviar para o reino de Hades , no qual também Perséfone passou a admirar a beleza deste.
Incapazes de escolher quem ficaria com o jovem, consultaram Zeus. O deus dos deuses decidiu que Adónis passaria quatro meses com cada uma das deusas, tendo um terço do ano para si mesmo.
Com ciúmes , um outro habitante do Olimpo enviou um javali, que viria a matar Adónis. Do sangue deste jovem nasceria uma nova flor, a Anémona , e um rio.

Apesar de relativamente simples, este mito apresenta-nos uma crença na existência de vida após a morte. Adónis, ao ter a possibilidade de ir ao submundo e voltar por diversas vezes, demonstra-nos a possibilidade da morte e reencarnação cíclica do ser humano.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog