Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O encontro de Penélope com Ulisses

Penélope, esposa de Ulisses, é particularmente famosa da Odisseia graças à sua enorme fidelidade, mesmo após duas décadas de ausência do herói. Contudo, existem, nesta e naquela fonte menos conhecida, diversas referências a potenciais infidelidades da sua parte. Não valerá a pena recordá-las a todas - pobre Penélope! - mas existe uma tão curiosa que não poderíamos deixar de a mencionar por cá.

 

Segundo um dos fragmentos de Dúris de Samos, esta personagem mitológica tinha sido mãe de Pã. Mas quem era o pai? Jamais acertariam na resposta, porque se tratava... de todos os pretendentes da heroína, como se ela se tivesse envolvido sexualmente com todos eles e daí fosse gerado um único filho. Essa possibilidade merece ser contrastada com a do mito de Alcmena, que envolvendo-se com Zeus e Anfitrião numa mesma noite, gerou dois filhos, um do deus e outro do marido.

 

Mas de onde vem uma tão absurda possibilidade? Provavelmente da etimologia - Pan significava "todos", e por isso uma potencial traição com todos poderia vir a gerar, simbolicamente, esta criatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Este espaço é da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.
Licença Creative Commons



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog