Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

30 de Julho, 2021

A lenda da Nossa Senhora de Guadalupe

A lenda da Nossa Senhora de Guadalupe, também conhecida como a Virgem de Guadalupe, merece ser contada por cá em virtude de ser possivelmente a mais conhecida de todas as aparições marianas na América do Sul. Já cá falámos da Virgem de Fátima e dos milagres de Lourdes, ambos famosos na Europa, pelo que esta outra história - possivelmente uma lenda - também merece ser contada por cá, até porque não é muito conhecida em Portugal.

A lenda da Nossa Senhora de Guadalupe

Conta-se então que a 9 de Dezembro de 1531 um tal Juan Diego estava nos seus afazeres quando lhe surgiu uma desconhecida muito bonita. Ela dirigiu-se a ele no seu dialecto local, apresentou-se como a Mãe de Deus e incumbiu-o de uma lição - ele deveria ir ao bispo da região e pedir-lhe para que fosse construída uma capela no local. Naturalmente que o bispo não quis acreditar lá muito na história, mas pediu algum tempo para pensar no que lhe estava a ser reportado.

No dia seguinte, 10 de Dezembro de 1531, Juan Diego voltou a encontrar a mesma mulher, mas disse-lhe que tinha falhado na sua tarefa. Esta assegurou-o que acabaria por levar a sua missão a bom porto. Então, o jovem voltou a ir falar com o bispo da região, que se mostrou um pouco menos incrédulo, mas que também pediu provas de todo este suposto evento, como nos parece muito natural.

No dia 11 de Dezembro de 1531, Juan Diego tornou a encontrar esta misteriosa mulher e disse-lhe que precisava de uma sinal real das aparições. Esta assegurou-o que ele iria receber um no dia seguinte; porém, um familiar dele adoeceu, e então o jovem não pôde ir ao local na altura que tinham planeado.

Assim, na tarde do dia 12 de Dezembro de 1531, com medo das repercussões da sua falha, o jovem tentou evitar o local em que antes tinha visto esta senhora. Porém, ela trocou-lhe as voltas e apareceu-lhe novamente. Prometeu curar o familiar de Juan Diego, consolando-o com uma frase como "¿No estoy yo aquí que soy tu madre?", e pediu-lhe que levasse algumas rosas locais ao bispo. Quando o fez, os dois companheiros mexicanos notaram que a imagem desta Nossa Senhora de Guadalupe ficou miraculosamente gravada na veste que tinha sido utilizada para transportar as rosas - milagre, milagre!

Finalmente, a 13 de Dezembro de 1531, o familiar de Juan Diego viu esta miraculosa mulher e foi curado. A misteriosa dama revelou ainda que queria ser venerada sob o nome de "Guadalupe", e assim foi feito, como atesta o nome actual desta Mãe de Deus.

 

Mas terá sido tudo isto verdade? Será que aconteceu como se conta hoje, mais ou menos como há cerca de cinco séculos atrás? Efectivamente, as primeiras referências a esta imagem miraculosa e a todos estes eventos datam ainda de meados do século XVI. Porém, o que é curioso é que quando os religiosos locais investigaram toda a questão, descobriram que tinha existido uma deusa-mãe venerada no mesmo local, de seu nome Tonantzin, e que agora os nativos andavam a chamar esse mesmo nome a esta Nossa Senhora de Guadalupe, como se se tratasse de uma nova versão da sua divindade original, dando azo a algum cepticismo natural entre os Ocidentais. Além disso, o bispo que aparece em toda esta lenda, que se crê ter sido um tal Juan de Zumárraga y Arrazola, deixou obra escrita, mas nunca menciona estes eventos - mais uma razão para cepticismo. Existem até aqueles que dizem que o santo que ficou conhecido sob o nome de Juan Diego nem sequer existiu realmente...

 

Nestas coisas de fé, como já dissemos em relação aos milagres de outras Nossas Senhoras, acaba por ser tudo uma questão de crença. O que é facto, no entanto, é que quem for à Cidade do México poderá encontrar, no interior de um vidro, a mesma imagem miraculosa que se atribui a toda esta lenda da Nossa Senhora de Guadalupe. Tem algumas adições posteriores, por razões difíceis de explicar, mas diz-se que é a mesma imagem referida em toda esta história, que um dia esteve gravada numa das vestes de Juan Diego. A imagem, em si, existe, levantando questões significativas, como a sua proveniência original. Se veio dos céus, de um milagre, de uma qualquer fraude pia, ou de algum outro lado, essa é uma resposta que temos de deixar aos leitores...

 

[Adicionado posteriormente:]

Existe uma famosa reza associada a esta figura:

Santa María de Guadalupe, Mística Rosa, intercede por la Iglesia, protege al Soberano Pontífice, oye a todos los que te invocan en sus necesidades. Así como pudiste aparecer en el Tepeyac y decirnos: "Soy la siempre Virgen María, Madre del verdadero Dios", alcánzanos de tu Divino Hijo la conservación de la Fe. Tú eres nuestra dulce esperanza en las amarguras de esta vida. Danos un amor ardiente y la gracia de la perseverancia final. Amén.

Gostas de mitos, lendas, literatura ou curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é gratuito e poderás aprender muitas coisas novas!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.