Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

16 de Abril, 2014

Mais algumas orações de Dion Crisóstomos

Aqui fica a menção a algumas orações de Dion Crisóstomos que, apesar de não terem conteúdo mitológico particularmente forte, merecem ser mencionadas por cá: - A sétima oração começa com uma história onde se pode se pode ver como era a vida das classes mais baixas num dado período da Antiguidade. - Na 18ª oração, o autor menciona os autores que, na sua opinião, um orador deveria estudar: as comédias de Menadro, as tragédias de Eurípides, os textos homéricos, Heródoto, Tucídides, Demóstenes, Licurgo, "os autores socráticos", entre vários outros. - A 35ª oração descreve, em segundo plano, algumas das coisas miraculosas que existiriam na Índia. - A 36ª oração conta um mito dos Persas relativo ao movimento das esferas celestes e à criação do universo. - A 52ª oração faz uma comparação entre três peças (as de Ésquilo, Sófocles e Eurípides) sobre um mesmo tema, o arco de Filoctetes, o que é de especial importância já que nem todas elas sobreviveram. - A oração 58 tem um pequeno diálogo, mas bastante curioso, entre Aquiles e Quíron. - A 59ª oração tem um diálogo entre Odisseu e Filoctetes, semelhante ao das peças conhecidas. - 60ª oração, um pequeno diálogo sobre o episódio de Nesso e Dejanira, do mito de Héracles. Além destas, várias outras orações têm conteúdo mitológico de alguma importância, mas essas ficam para quem também as quiser ir ler...

Gostas de mitos, lendas, livros antigos e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é grátis e irás aprender muitas coisas novas!

6 comentários

  • Imagem de perfil

    mitologia

    21.03.18

    Boa questão. O grande problema é que não existe uma "indumentária persa", já que esta foi sendo alterada ao longo dos séculos. O que podemos sugerir, neste caso em particular, é que tenha em atenção que período da história persa lhe interessa (por exemplo, o tempo de Xerxes I) e depois faça uma pesquisa no Google com esses termos. Poderá, por exemplo, inferir pelo menos parte da indumentária através de moedas.

    Pode ver este exemplo - https://www.coinweek.com/wp-content/uploads/2015/01/aucm_colosseo_persia.gif - que data de alguns anos depois do tempo de Xerxes II.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    03.04.18

    Nao sabia que nao existia uma indumentaria Persa. Pesquisar através de moedas parece interessante nao tinha pensado nisso. Agora entendo a razão de nao encontrar na pesquisa feita no google, nada de relevante. Obrigada pelas dicas.
  • Imagem de perfil

    mitologia

    04.04.18

    Procurar uma "indumentária Persa" seria o mesmo que procurar por uma indumentária de Portugal - as roupas que usamos hoje não são as mesmas que eram usadas há 50, 100 ou 200 anos, vão mudando. Por isso, o melhor mesmo é recorrer à iconografia para ter acesso a alguns exemplos palpáveis!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    05.04.18

    Entendido. Deram-me uma grande ajuda. Muito obrigada mais uma vez.
  • Imagem de perfil

    mitologia

    11.04.18

    O prazer é todo nosso! ;)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.