Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

16 de Maio, 2020

O "Sonho do Quarto Vermelho", de Cao Xueqin

O Sonho do Quarto Vermelho, também conhecido como Sonho da Câmara Vermelha ou A História da Pedra, é uma obra chinesa do século XVIII que é hoje conhecida como a maior obra-prima da literatura da China. "Maior" ou, se quisermos ser completamente honestos, possivelmente uma das obras mais complicadas que já passaram por aqui; na verdade, quando um dos nossos colegas viajou por todo o mundo em busca de conhecimento, na China mostraram-se curiosos com o facto de ele, um ocidental, ter lido diversas obras chinesas, a que se seguiu quase sempre uma mesma questão - "Mas leste [também] o Sonho do Quarto Vermelho?"

O Quarto Vermelho

Passados todos estes anos compreendemos o porquê - após semanas e semanas a lê-la, descobrimos que não é uma obra de difícil leitura, mas sim uma com centenas de personagens, em que se torna muito fácil perder o fio à meada. O Sonho do Quarto Vermelho não é uma obra como a Divina Comédia, cuja complexidade se prende num misticismo velado e na apresentação de centenas de pequenas personagens que um leitor comum terá dificuldade em reconhecer, mas sim uma com um número enorme de personagens principais, que junta prosa e poesia, que contém um conjunto de ideias que um leitor ocidental terá dificuldade em compreender, entre outros desafios.

 

Mas então, qual a história deste Sonho do Quarto Vermelho? Uma pedra mágica foi deixada de parte numa reconstrução do céu, e quando um dia encontrou dois monges orientais pediu-lhes que a levassem a ver o mundo. Pouco depois, reencarna no corpo de Jia Baoyu, uma das personagens principais, e viverá no seio de uma família opulenta que ao longo dos anos vai caindo em desgraça, fruto não só de várias circunstâncias culturais chinesas mas igualmente das acções das mais variadas personagens da história.

Desenganem-se aqueles que, considerando a referência a uma pedra mágica, pensam que o Sonho do Quarto Vermelho é uma história de fantasia ou da mais pura ficção. Não o é, pelo contrário - é uma história quase real, em que se até existem alguns elementos mais fantasiosos, ocorrem num contexto e numa trama muito realista; por exemplo, logo no quinto capítulo Jia Baoyu tem um sonho em que visita o quarto vermelho que dá título à obra, e em que tem acesso, sem que o saiba, a referências proféticas de alguns dos eventos que irão tomar lugar no resto da narrativa - poderá parecer fantasia, mas o sonho dele pouco se afasta daqueles que cada um de nós poderemos ter esta mesma noite. Mais que fantasia, nesta obra há traições, corrupção, amores desencontrados, desenlaces imprevisíveis, e outras tantas coisas que tais.

 

Será, então, o Sonho do Quarto Vermelho uma obra que recomendamos aos leitores? Dificilmente o faríamos, não só porque é difícil de encontrar numa forma completa (Cao Xueqin escreveu os primeiros 80 capítulos, mas a história foi terminada - talvez até corrompida? - com 40 capítulos de Gao E), mas porque implica recordar um conjunto de personagens e tramas infindáveis, muitas vezes com desenlaces que dificilmente agradarão aos gostos ocidentais, já tão habituados a histórias em que tudo acaba bem. É, sem qualquer dúvida, uma obra interessante, este Sonho do Quarto Vermelho, mas uma que também não é para todos...

~~~~~~~
Gostas de temas como este? Podes seguir-nos no Twitter, no Facebook (novo), ou receber as nossas novidades no teu e-mail de uma forma simples, rápida e gratuita!



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.