Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

29 de Julho, 2020

Os Blémias e a divindade chinesa Xingtian

Já cá mostrámos anteriormente uma famosa gravura da Crónica de Nuremberga, em que podem ser vistos um conjunto de espécies que na Antiguidade e na Idade Média se acreditava popularem terras distantes. Até foi sobre elas que Santo Agostinho disse algo de muito fascinante - ele não sabia se existiam mesmo, mas a existirem, se fossem humanas só poderiam ter descendido de Adão e Eva. Recorde-se, nesse sentido, a imagem anterior:

Algumas criaturas antigas

A mais famosa destas figuras é certamente o Ciclope, com um único olho no meio da testa, mas estão aqui igualmente os Ciápodes (também conhecidos como Monópodes, com um único pé gigante, com que criavam a sombra para se defenderem do calor do deserto), um ser bicéfalo e um Cinocéfalo (ou seja, um ser humano com cabeça de cão, de que o São Cristóvão Cinocéfalo dos cristãos ortodoxos é hoje o exemplo mais famoso - uma história que fica para outro dia). Na obra original até existem mais algumas outras criaturas, mas o que nos interessa hoje é precisamente a figura que ainda não nomeámos, a segunda a contar da direita, um representante da espécie dos Blémias. Era, essencialmente, um ser humano sem cabeça, com as características faciais em pleno peito, que um qualquer autor anterior a Heródoto - a nossa primeira fonte completa que atesta a sua existência - dizia ter visto numa terra distante.

 

Isto pode levar-nos a uma questão... será que os viu mesmo, de alguma forma mais inesperada? É muito possível que sim, por estranho que isso nos possa parecer.

Xingtian

Enquanto liamos alguns mitos da China encontrámos uma história antiga associada a uma figura chamada Xingtian, que aparece representada acima num desenho do século XVII. Essencialmente, era uma figura divina que desafiou o deus supremo; este venceu-a facilmente, como não poderia deixar de ser, chegando até ao ponto de lhe cortar a cabeça. Mas, depois, algo de muito inesperado teve lugar - mesmo sem cabeça, utilizando apenas o seu peito como uma nova face, Xingtian continuou o seu combate, tal era o seu espírito guerreiro!

 

A semelhança dos Blémias com a figura deste Xingtian é muito notável, sendo até possível que tenham partilhado uma origem. Será que algum europeu trouxe esta figura da China para a Europa? Será que algum chinês teve contacto com a figura lendária europeia? Não sabemos - a tê-lo feito, seria certamente muito antes da era cristã - mas isto levanta a possibilidade de que possa ter existido uma altura, ou um mito perdido, em que os Blémias até ainda tinham cabeça - como Xingtian, também eles eram guerreiros ferozes. Claro que o caso em favor de toda esta possibilidade é todo muito circunstancial, mas pergunte-se uma coisa - será que conhecem muitas figuras sem cabeça e com a face no peito? E isso pode dizer muito...

~~~~~~~
Gostas de temas como este? Podes seguir-nos no Twitter, ou receber as nossas novidades no teu e-mail de uma forma simples, rápida e gratuita!



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.