Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

23 de Abril, 2021

Sobre o "Sítio do Picapau Amarelo", de Monteiro Lobato

Se anteriormente já cá falámos de Monteiro Lobato e do Saci, achámos que hoje seria apenas justo que falássemos também do Sítio do Picapau Amarelo, uma série de literatura fantástica que é também da sua autoria. Ela é muito famosa no Brasil, ainda nos dias de hoje, mas em Portugal quase que é apenas recordada em virtude de uma série de televisão infantil, com imagem real, que deu na televisão há uns anos (já lá voltaremos). Então, para a escrita desta página de hoje, decidimos comprar um dos livros de Monteiro Lobato - a obra Reinações de Narizinho, Edição de Luxo - com onze histórias da conhecida colecção brasileira e ver onde isso nos levava.

Algumas personagens do Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato

De uma forma um tanto ou quanto irónica, face ao tema do espaço que aqui conduzimos, a Cuca, o Saci e a Mula Sem Cabeça nem aparecem em nenhuma das histórias da obra que comprámos... porém, o que não deixámos de encontrar nas linhas deixadas por Monteiro Lobato foi um conjunto de histórias que são muito apropriadas não só para crianças como também para adultos, e em que os níveis de leitura dos dois públicos se entrelaçam de uma forma que, em dados momentos, não pode deixar de fazer toda a gente rir.

Por exemplo, numa dada altura, Narizinho, que é uma das personagens principais, diz às suas familiares mais velhas que aceitou um pedido de casamento do Príncipe dos Peixes. Elas insurgem-se contra a ideia, não pela idade da criança (que devia ter mais ou menos uns 10 anos nessa altura?), mas pela dificuldade que seria ter um genro peixe, ou até porque poderiam, sem querer, acabar por fritar um dos seus próprios netos (e, na verdade, uma personagem do reino dos peixes até acaba frita por acidente).

 

Nestas histórias existem alguns momentos para rir, outros mais tristes, uns para os pais (que criança dos nossos dias conhecerá o "Cavaleiro da Triste Figura"?), e outros para os filhos (que traquinices fariam eles com uma varinha de condão?). Mas, de uma forma geral pareceram-nos histórias bastante bonitas, um misto de realidade e fantasia que entrelaça mitos, lendas e famosas histórias de ficção com criações totalmente originais por parte do autor. Mereciam estar mais divulgadas neste lado do oceano, essas aventuras de personagens do Sítio do Picapau Amarelo como as que podem ser vistas naquela imagem ali em cima - respectivamente o Saci, o [Marquês de] Rabicó, a Emília, a Narizinho, o Pedrinho, a Dona Benta, o Tio Barnabé, o Visconde de Sabugosa, e tantos outros...

 

Bem, mas, para terminar, acima referimos uma série de televisão do Sítio do Picapau Amarelo que deu em Portugal. Aqui fica o seu primeiro episódio, para quem a quiser recordar dos tempos de infância. Para quem gostar deste, os restantes episódios também podem ser vistos no mesmo canal do Youtube, de uma forma completamente gratuita!

(E não, frise-se que não recebemos um cêntimo por nada do que está escrito ou apresentado aqui)

Gostas de mitos, lendas, livros antigos e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é grátis e irás aprender muitas coisas novas!

4 comentários

  • Imagem de perfil

    mitologia

    23.04.20

    Eu sempre preferi o Jotalhão, os meus colegas não sei. Mas sim, recordo-me que essas personagens aparecem em algumas das histórias da "Turma da Mónica". O grande problema nessa outra fonte, como nesta, é distinguir onde começam as invenções do autor e onde termina a parte mitológica "real" da cultura brasileira. Até existem gibis da Mónica sobre os Trabalhos de Hércules!
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    23.04.20

    Falei especificamente do Chico Bento porque estas personagens são frequentemente evocadas cf a tradição oral - a forma de apanhar o Saci, o que fazer perante o Sucupira, ... além disso, nas histórias em que entram nota-se a construção em torno da personagem, a personagem (e suas características) não é apenas mais um elemento usado na história (a Cuca do Sítio do Picapau Amarelo é, entra na história como elemento adjuvante - quase sempre a vilã, desempenhando papel em histórias que, segundo a tradição, lhe são alheias)

    Atenção, que cresci com ambos os Sítios, o do Pica-pau da Vó Benta e o da roça do Chico Bento (cujo nome foi, segundo li há muito, uma homenagem a Monteiro Lobato). E não prefiro um sobre o outro :)
  • Imagem de perfil

    mitologia

    23.04.20

    Hum... pois, disso já não nos lembramos. Fica prometido que iremos explorar o tema um dia destes.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.