Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Cartaz do evento

Aqui fica um evento que nos pareceu interessante, a tomar lugar no dia 23 de Março, em Odivelas. Para mais informações, os potenciais interessados poderão contactar os serviços através dos números 219320425 e 964934959.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Galerias Romanas da Rua da Prata

Em 2019, as visitas às Galerias Romanas da Rua da Prata irão realizar-se entre os dias 29 e 31 de Março. Mais informação, bem como acesso à inscrição obrigatória, pode ser encontrada no respectivo site.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No próximo dia 9 de Março, a Mythos irá ter uma visita guiada ao Palácio da Ajuda (Lisboa), subordinada ao tema "Deusas, Ninfas, Rainhas e Princesas: o poder da força feminina". Para quem quiser saber mais, bastará clicar no cartaz abaixo.

Cartaz do evento

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para os leitores que estiverem por Lisboa nos próximos dias, poderão encontrar algumas actividades "romanas" no Museu do Teatro Romano. Mais informação pode ser lida aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em Lisboa, o Padrão dos Descobrimento tem patente até ao próximo dia 3 de Junho de 2018 uma exposição consagrada ao tema "A espantosa variedade do Mundo". Mais informação sobre a mesma pode ser lida clicando na imagem abaixo.

O panfleto a ela relativo dá-nos a seguinte introdução:

 

O mundo, natural e social, é uma fonte permanente de espanto, seja pela regularidade da sua ordem, seja pela irrupção do insólito. Estes dois lados vão a par: o insólito rompe a paisagem habitual do mundo e, simultaneamente, confirma-a. Na história cultural da Europa, os “monstros” são a mais notável figura de espanto. Tal como a etimologia revela (do latim monitum que significa advertência), o “monstro” tem a função de chamar a atenção, mostrar. A sua significação não se esgota no insólito da sua forma, valendo igualmente como sinal de algo desconhecido, porventura um acontecimento futuro. A sua fisionomia peculiar resulta de uma profunda alteração operada numa espécie animal ou na combinação de elementos pertencentes a espécies distintas. Enquanto figura de alteridade (o outro enquanto diferente), o “monstro” surge particularmente na literatura de viagens, como em a Odisseia ou nos relatos de viajantes, como Marco Polo, que se aventuraram por terras longínquas, principalmente no Oriente asiático. Os casos emblemáticos, que preencheram o imaginário desde os tempos mais remotos até à Idade Média, são constituídos por indivíduos ou povos fantásticos, que se julgava habitarem as margens do mundo, muito em especial na orla marítima da terra firme. Com a emergência da ciência moderna, no século XVI, e graças ao conhecimento trazido pelos navegadores e exploradores, a ideia de “monstro” vai-se desmistificando, o olhar vira-se para a geração destes seres prodigiosos, indagando se se tratam de meras anomalias ou formas curiosas de uma natureza multifacetada. 

 

Fica a convite para que os leitores visitem esta exposição repleta de Blémias, Ciclopes e outras tantas criaturas, que popularam o mundo desde tempos da Antiguidade quase até aos nossos dias, e que ainda hoje continuam a habitar o nosso imaginário.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Este espaço é da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.
Licença Creative Commons



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog