Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Este filme passou recentemente na televisão portuguesa, no canal "Cinemundo", sob o nome "Odisseu e a Ilha da Neblina". A sua trama é relativamente simples, apresentando o herói titular nessa misteriosa ilha aquando do seu regresso a casa. São recordados alguns dos episódios da Ilíada e algumas das viagens da Odisseia, mas a história é totalmente nova, apresentando dois elementos dignos de referência.

 

Homero surge aqui não só como um narrador, mas também como um personagem que, na sua juventude, participou nas próprias viagens de Odisseu, que tentou documentar. Se ele não tem qualquer acção crucial no desenvolvimento da aventura, limitando-se repetidamente a referências como "tenho de documentar isto", a ideia desta figura como personagem nas aventuras dos poemas homéricos não é nova - já várias autores da Antiguidade diziam que Homero era familiar de Odisseu, razão pela qual o tinha elogiado tanto nos seus poemas.

 

Ademais, sem querermos contar demasiado da história, ela explica a origem dos vampiros, justificando, por exemplo, o facto de estas criaturas não gostarem da luz solar ou temerem a cruz. Estranhamente, se a trama também faz muitas outras alusões ao Cristianismo - uma personagem chamada "Cristus" parece temer a crucificação; num dado momento podem ouvir-se vagas entoações do cântico "Agnus Dei"; etc. - estas nunca levam a nenhum lado significativo.

 

Este não é, indiscutivelmente, um bom filme, mas poderá agradar àqueles que tiverem 90 minutos livres e quiserem conhecer mais uma história miticamente inesperada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um dos aspectos mais interessantes dos mitos gregos passa, frequentemente, pelo facto de nem sempre ser totalmente claro quem são os "bons" e os "maus", se é que até faz sequer qualquer sentido referirmo-nos à questão nessas linhas. Pensemos, por exemplo, no brutal assassinato de Agamémnon; não nos parece ele muito mais aceitável se tivermos em conta a forma como matou a própria filha? Ou uma figura como Ulisses, uma espécie de herói disposto a tudo para atingir os seus objectivos, como saber aceitar os seus episódios menos bons? Ou até, para dar um terceiro e último exemplo, como ver em Tideu uma só figura, digna tanto da glória como do repúdio dos deuses?

 

É essa a ideia que trazemos hoje - nem tudo é o que parece. Twisted: The Untold Story of a Royal Vizier é um musical que conta a história do Aladino da Disney, mas vista pelo olhos daquele que é considerado o vilão. E nem tudo é tão simples como parece. Fica o convite para que vejam o musical em versão completa abaixo - até podem ser activadas legendas em Português! - e tirem as vossas próprias conclusões: afinal de contas, quem é o herói e quem é o vilão?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conta-nos uma das histórias medievais do Rei Artur que, numa dada altura, Perceval foi o primeiro dos cavaleiros a ver o Santo Graal. Porém, pela sua juventude, ou quiçá pela sua falta de experiência, acabou por não conseguir atingir esse seu objectivo. Disseram-lhe, posteriormente, que para salvar o rei e obter o Graal ele deveria ter feito "(um)a pergunta". Mas que pergunta era essa? O texto nunca é muito claro nesse ponto, até porque o autor original, Chrétien de Troyes, parece ter falecido antes de completar a sua história, mas a nossa pesquisa revelou uma potencial resposta - Perceval deveria ter inquirido sobre a natureza e a proveniência do estranho prato/cálice. A curiosidade do cavaleiro face à estranha procissão seria, nesse ponto, a do próprio leitor; sem a sua pergunta, também a nossa ficaria sem resposta - e ficou, recorde-se, no texto de Perceval, ou o Conto do Graal, como já cá discutimos há uns anos.

 

P.S.- Para quem não estiver familiarizado com estas histórias, mas até quiser saber mais sobre elas, pode ver este pequeno vídeo (em Inglês). Também podemos falar mais sobre esses temas no futuro, caso hajam vários interessados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Apesar de pequeno, este vídeo é certamente interessante para os mais novos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Espaço da autoria de Ovídio Silva (Doutorando em Clássicas), e de um anónimo interessado nestes temas.
Licença Creative Commons



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog